Saiba quantos escravos trabalham pra você

“Ué, mas não tem mais escravidão!”

Se você pensou isso, parabéns, as aulas de história e sua memória sobre princesa Isabel e a abolição da escravatura estão na ponta da língua. Mas essa não é a realidade de várias pessoas ainda. Trabalho forçado ou que paga menos de  por dia aind aexiste. E o pior: tem muitas marcas bem grandes que lucram em cima dele – já que parte de suas produções é repassada para terceiros que, em busca de ter mais lucro ainda, escolhe esse tipo de mão de obra.

Na moda

A ONG Repórter Brasil lançou o Moda Livre, um app que avalia os principais grupos varejistas de moda em atividade no Brasil e relaciona as empresas em que a produção de roupa foi marcada por casos de trabalho escravo flagrados por fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Disponível para sistemas operacionais Android e iOS.

No dia a dia

Já ouviu falar em pisada de carbono? É um cálculo feito sobre seu estilo de vida que mostra quanto do carbono que poluiu o mundo veio por causa dos seus hábitos. Algo parecido é calculado no site Slavery Footprint. Respondendo algumas perguntinhas é possível calcular com quantos escravos se faz sua vida.

É pra botar a mão na consciência: quando você escolhe comprar o produto de uma empresa você está escolhendo pra quem vai dar o dinheiro que você trabalhou pra ganhar. Você vai dar seu dinheiro pra qualquer uma? É preciso saber que valores suas marcas favoritas respeitam.

paft

Pra saber mais

Tem muitas pesquisas e reportagens sobre isso por aí. É um problema que está mais próximo do que você imagina. Um exemplo interessante está no documentário “Wal-Mart: The High Cost of Low Price”, disponível no Netflix. Seu principal tema é como esse mercadão está acabando com as lojas tradicionais dos EUA, mas ele também explica o motivo: ela venda barato pois muitos produtos são feitos na China com mão de obra semi-escrava. Os produtores até visitam algumas fábricas, é bem assustador.

Como descascar um abacaxi?

chitaEle tá ali no topo das comidas que eu preciso comer, só tinha um problema: eu não gostava do sabor. Chupar uma bala Chita é uma coisa, morder uma fatia de abacaxi é outra. Mas decidi virar o louco do suco e comecei a comprar a fruta e bater com limão, hortelã, laranja etc. O meu grande problema no começo era descascar o bendito, daí veio a ideia desse post.

O que tem no abacaxi?

Abacaxi é rico em vitamina C, betacaroteno e vitaminas do complexo B (além de cálcio, manganês, potássio e ferro). Por ser rico em fibras solúveis, ele ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue, acelera a cicatrização dos tecidos, na digestão, na prevenção de pedra nos rins etc etc etc.

Como faz?

  • Corte a coroa do abacaxi sem tirar muito do centro dele.
  • Coloque em pé em cima da sua tábua de corte, apoie a palma da mão na parte de cima para segurar e com uma faca boa, corte a casca do abacaxi
  • Se necessário tire os gomos (ou “olhos”) que sobraram e corte o abacaxi ao meio.

como cortar e descascar abacaxi1 Como Cortar e Descascar Abacaxi

  • Depois, divida em quatro partes.
  • Posicione o abacaxi na bancada e retire o miolo fazendo um corte no sentido do comprimento do miolo (como mostrado no imagem)
  • Pique o abacaxi em pequenos pedaços. Aí agora você come, faz suco ou guarda em um pote tampado na geladeira!

como cortar e descascar abacaxi2 Como Cortar e Descascar Abacaxi

Em vídeo

Esse vídeo também ensina o passo a passo.

(baseado no manual do The Kitchn)

Sonho de consumo: produtos 2-em-1

Morar num apartamento pequeno é sempre tenso. As bagunças proliferam do nada e economia de espaço é lei (principalmente no banheiro). Se você também vive essa realidade, vai pirar com essa lista. Vários desses produtos já existem no mercado para venda. Olha só!

Escorredor para a pia: 50 reais

Balde dobrável: 60 reais

ffffff

Tábua/peneira: 50 reais

11111

Poltrona/prateleira: 5 mil reais

Copo de medidas, funil, juicer, raladores e abridor de garrafa: 50 reais

Aff. Quero t-o-d-o-s!

Mas o que é? Diet, light e zero

Eu culpo a Coca-Cola Zero pela confusão que esses conceitos se tornaram. Ninguém mais sabe bem o que cada um é e compra coisas diet ou light sempre, pensando que se tem isso na embalagem eles são melhores e mais saudáveis. Nem sempre é o caso!

DIET
É o alimento formulado para dietas diferentes ou indivíduos com necessidades metabólicas específicas. Possui isenção de açúcar, proteína ou gorduras. Ou seja, o mais indicado para que tem doenças metabólicas, como diabetes.

Cuidado: eles são vendidos como salvadores da dieta de quem quer perder peso pois não têm açúcar, mas alimentos diet podem ter mais gordura para manter o sabor e aí os valores calóricos são maiores que aqueles que contêm açúcar! Ou seja, é trocar um coelho por uma lebre manca. Sem falar que muitos têm adoçantes artificiais que, em grande quantidade, não fazem bem pra saúde.

Olha esse comparativo, por exemplo.

Captura de Tela 2014-08-29 às 13.25.57

LIGHT tl
O alimento é considerado light pelo Ministério de Saúde quando ele apresenta uma redução mínima de 25% das calorias (ou de algum outro nutriente, como açúcar, gordura e sódio) em relação ao original da mesma marca ou a um similar concorrente. Essa comparação precisa existir, fique atenta a ela. Os alimentos light devem ter no máximo 40kcal/100g em produtos sólidos ou de proporção até 20kcal/100ml em bebidas.

Cuidado: essa redução calórica em certos alimentos é muito pequena, sempre bom consultar seu nutricionista pra ver o que vale ou não à pena. Um azeite light, por exemplo, já é um exagero, né? E outra: pra reduzir calorias, várias alimentos quase triplicam a quantidade de sódio! É uma piada de péssimo gosto existir Toddynho Light com um desenho do personagem pegando peso na embalagem.

ZERO
O termo indica restrição ou isenção de algum nutriente em comparação com a versão tradicional. Se a isenção for de açúcares, o produto ainda deve apresentar valor calórico reduzido. É bem parecido com light.

Cuidado: essa brecha na legislação fez com que muita coisa zero aparecesse por aí, mas ele pode ser zero de algum nutriente que você quer. Fique atento sobre a que isenção ele se refere no temo zero. Um zero açúcar com mais gordura vegetal e farinha branca dá no mesmo pro seu metabolismo…

bolocoke

(Baseado nos ótimos posts da Corpo a Corpo e do Frango com Batata Doce, ambos feitos consultando nutricionistas. A tabela veio do blog Fechando o Zíper)

Do que é feita a mortadela?

Esse embutido nunca foi minha praia. Essa corzinha e essas natas de gorduras não me enganam, de longe você vê que não é uma coisa saudável, né? Mas é uma comidinha que está no coração do povo brasileiro, então resolvi escrever a respeito. Aliás, vale falar que ela teve origem em Bolonha, na Itália, em 1376!

mortadela

Mas vamos ao que interessa:

O que é um embutido?
É carne que foi desossada e/ou moída e depois moldada. É o caso de mortadela, presunto, salaminho etc etc.

Do que é feita a mortadela?
Carne de boi, porco e frango, no máximo 60%. Os outros 40% são de miúdos comestíveis desses animais. Ou seja, estômago, coração, língua, fígado, rins, miolos, peles e tendões. Ah, e gorduras. No Brasil, uma mortadela com 50% de carne já é considerada de primeira. Eita!

E a mortadela de frango?
É a carne da ave mecanicamente separada, no máximo de 40%, com até 5% de miúdos comestíveis de aves (no caso, fígado, moela e coração. E gordura.

Mas como que tem um gosto bom então?
Pois a budega é bem temperadinha pra você achar isso aí mesmo. Geralmente usam pimenta preta (inteira ou moída), murta, noz moscada e coentro.

Informação nutricional
Abaixo. Lembrando que é a cada 100g do negócio!

Captura de Tela 2014-08-15 às 18.23.33

Que tipos de mortadela existem?
No Brasil, o Ministério da Agricultura definiu em cinco a classificação de variedades da mortadela:

Mortadela clássica: essa que descrevi lá em cima, com carnes de diferentes espécies de animais de açougue, carnes mecanicamente separadas, miúdos comestíveis etc etc.

Mortadela de ave: a que descrevi ali em cima, com umas carninhas e um miúdos.

Mortadela Tipo Bologna: carnes bovina e/ou suína e/ou ovina e carnes mecanicamente separadas até o limite máximo de 20%, miúdos comestíveis de bovino e/ou suíno e/ou ovino (estômago, coração, língua, fígado, rins, miolos), pele e tendões no limite de 10% (máx) e gorduras.

Mortadela italiana: porções musculares de carnes de diferentes espécies de animais de açougue e toucinho, não sendo permitida a adição de amido.

Mortadela Bologna: porções musculares de carnes bovina e/ou suína e toucinho, embutida na forma arredondada, não sendo permitida a adição de amido.

Como é uma fábrica de mortadela?
Tudo feito como é feito em grandes indústrias. Abaixo tem um vídeo de um programa da RedeTV! visitando uma fábrica. Provavelmente alguma marca famosa era a patrocinadora, pois tudo é muito lindo e divertido, nada é falado sobre os ingredientes e tal, mas vale pela curiosidade de ver.

Fontes:
(1) Você Sabia?
(2) Wikipedia
(3) Instrução Normativa N.º 4/2000 do Ministério da Agricultura

As 5 melhores coisas pra passar na sua torrada

Quem já veio na minha casa sabe que eu sou o maluco das torradas. Compro sempre e de todos os tipos: levemente doce, salgada, integral, com aveia, com linhaça etc etc. Eu acho um super coringa quando você tá com preguiça de cozinhar e dura mais do que um pão normal. E essas são as coisas que eu mais curto passar nelas por aqui.

Mix Vigor

Quem nunca consegue se decidir entre manteiga ou margarida pode escolher esse mix da Vigor: eu gosto pois tem o sabor salgadinho de manteiga mas fica sempre com a textura da margarina, que é mais fácil de espalhar do que uma manteiga dura.

1mix

Geleia Turma da Mônica

Ela é a melhor de todas do universo! É doce, gostosa, é enriquecida com vitaminas e é processada pra paladar infantil. Ou seja: não tem sementes, fiapos, gominhos, nenhuma dessas coisinhas. Sem falar que é super barata. Pra mim, dá de mil nessas geleias de 18 reais metidas a besta. Fica ótima com essas torradinhas levemente doces.

1geleia

Mel e aveia

Yes. Parece nojento. E a aparência é mesmo. Mas é um café da manhã rápido e dentro do que o meu nutricionista recomendou. Cada torrada com uma colherzinha de mel e, antes dela encharcar o pão, cobrir com um punhadinho de aveia. Aí é só correr pro abraço.

Polenguinho1nutella

Simples: tira do papel, coloca na torrada, e espalha com a faca. Fica show. Bem melhor do que comer puro esse cubinho de queijo que, vamos combinar, tem gosto de nada. Se quiser brincar de ser gourmet, coloca um orégano e/ou majericão por cima ainda.

Nutella

Também sou da turma que encara Nutella como um doce, uma cobertura, e só comia com sorvete e outros doces, como folhados e waffles. Mas o posicionamento da marca é de ser um alimento de café da manhã, de passar no pão e tals. Resolvi dar uma chance e curti. Também fica bem gostosa nesses biscoitos Nesfit de cacau ou morango.

1nutella

 

Fotos: a verdadeira carne do fast-food

Comer bem não é comer muito, é comer com qualidade. Geralmente, isso significa passar bem longe de fast-food. Já até falei nesse post aqui sobre alimentos que parecem saudáveis e não são – e tem muita gente por aí passando pra frente essa mensagem.

Umas dessas pessoas é o fotógrafo texano Peter Augustus: ele passou dois anos em Hong Kong, na China, e ficou impressionado com os açougues que exibem suas peças de carne nas vitrines do mesmo jeito que os animais foram abatidos: inteiros e sujos de sangue, sem ter passado pelos processos de limpeza que costumamos ver no ocidente.

Daí surgiu a ideia de criar uma série de fotos chamada “Mystery Meat”, que quer provocar as pessoas a pensarem na origem do que comem.

b

d

c

a

Eca.

(fonte)